Hospital de Campanha começa a ser montado na Arena Suzano

Hospital de Campanha começa a ser montado na Arena Suzano

Serão 80 leitos de observação para atendimento de pacientes de baixa e média complexidades diagnosticados com Covid-19

As Secretarias Municipais de Saúde e de Planejamento Urbano e Habitação iniciaram, neste fim de semana, a instalação do Hospital de Campanha/Quarentena nas dependências da Arena Suzano para tratamento de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (Covid-19). Inicialmente, haverá 80 leitos de observação para atendimento de baixa e média complexidades. O serviço, que também tem apoio da Câmara de Suzano, será voltado a pessoas encaminhadas pelas unidades da rede municipal de Saúde.

De acordo com o secretário de Planejamento Urbano e Habitação, Elvis Vieira, a Arena Suzano foi escolhida porque já possui estrutura mínima para a viabilidade de um hospital provisório, como vestiários, banheiros e salas de apoio. “Isso acaba gerando uma grande economia no custo da instalação. O valor de investimento para o aluguel da estrutura física (piso e divisórias) é de R$ 510 mil para o período de 90 dias”, explicou.


O diretor de Vigilância Sanitária, Mauro Vaz, informou que, inicialmente, serão 80 leitos disponíveis, 70 voltados para casos de baixa complexidade, com estrutura de enfermaria, e dez para pacientes de média complexidade, com oxigênio e cateter. Haverá a presença de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e equipe administrativa. O espaço também terá “área de descanso”, com alas feminina e masculina, para os profissionais repousarem em caso de necessidade.

Neste momento está sendo instalada a estrutura física, como o piso e as divisórias, e os postos de enfermagem. Já a segunda etapa prevê a montagem do mobiliário e a chegada dos equipamentos. Em paralelo, ocorre a organização de um fluxograma dos profissionais de saúde que irão atuar neste novo serviço, que pode aumentar de acordo com a demanda na crise.


“Vale ressaltar que o hospital de campanha trabalhará de portas fechadas. Iremos atender apenas os pacientes devidamente encaminhados pelas nossas unidades de saúde, bem como do Pronto-Socorro (PS) e do Pronto Atendimento (PA) de Palmeiras. Desta forma, receberemos os pacientes que já tiverem passado por triagem em um destes locais. Com este procedimento também vamos aliviar os leitos de alta complexidade, para aqueles que precisarem de entubação, na nossa rede”, conta Vaz.


Ele explicou ainda que com o total de 80 leitos a rotatividade prevista será de 500 pacientes por mês no Hospital de Campanha/Quarentena. Além disso, o trabalho é contínuo e gradativo e terá convênio com as esferas estadual e privada, bem como respaldo do futuro posto de saúde da Vila Amorim e do PA de Palmeiras.

“No PS, por exemplo, leitos estão sendo adaptados para atendimento de alta complexidade. Já há solicitações também para serem atendidas no Hospital Auxiliar das Clínicas (HC) e nos hospitais da rede privada. O município, assim como o País, não estava preparado para uma pandemia desta magnitude, mas estamos correndo contra o tempo para termos todos os tipos de atendimento”, concluiu Vaz.

A previsão é que a instalação do Hospital de Campanha/Quarentena na Arena Suzano, localizada no Parque Municipal Max Feffer, seja concluída nos próximos dias, com expectativa para início do funcionamento já na próxima semana.

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano